Ser empreendedor ou estar empreendedor?

Ser empreendedor ou estar empreendedor

Quando ministro meus treinamentos pelo Brasil a fora eu costumo perguntar para os gestores se eles sabem a diferença entre empresário e empreendedor. Geralmente eles não sabem e o argumento mais forte é de que o empreendedor pensa mais e o empresário não. Eu devolvo a pergunta com outra pergunta: “Vocês pensam?” e a resposta obviamente é: “sim, pensamos”. Daí eu continuo: “Então vocês são empreendedores ou empresários?” E a cabeça deles mergulha em uma profunda confusão.

Aparentemente esta diferença é algo que está muito próximo e isso confunde as pessoas, porém a meu ver exercer o cargo de gestor sem entender desta diferença é algo muito grave. Quando um empresário me diz que não sabe da diferença entre um e outro fica muito claro pra mim que há um total desconhecimento principalmente do seu papel dentro de sua empresa e consequentemente dentro da sociedade.

Você deve saber que em uma empresa há o estratégico, o tático e o operacional. Se você, leitor, for um empresário em qual das três posições você mais fica? E se não for onde você acredita que o empresário deve passar a maior parte do tempo? Se você disse estratégico, acertou. O lugar do gestor é traçando metas, abrindo mercado, pensando estrategicamente o que deve fazer para melhorar a performance de sua empresa.

Por outro lado, 9 entre 10 gestores acreditam que o lugar do dono da empresa é no operacional. Então é daí que vem a confusão da diferença entre empresário e empreendedor. Amigo, empresário é simplesmente aquele que possui uma empresa, enquanto que empreendedorismo é comportamento e fica muito difícil exercê-lo quando se está no operacional.

O que se deve fazer então para ter comportamento empreendedor? Você já ouviu falar nas CCE’s, Características do Comportamento Empreendedor? Tais características demonstram que todos os dez comportamentos não são exclusivos dos empresários, qualquer pessoa pode tê-los. Vou descrevê-los e comentar cada um deles:

  1. Busca de Oportunidades e Iniciativa. Esta característica diz respeito à capacidade de se antecipar aos fatos e criar oportunidades. É aquele momento em que a pessoa bem preparada aproveita o que aparece na sua frente.
  2. Persistência. Quando você se propõe a fazer algo e não dá certo na primeira tentativa o que você faz? Desiste? Bem, o empreendedor persiste, porém buscando caminhos diferentes e refletindo o que não deu certo para não cometer os mesmos erros.
  3. Correr riscos calculados. Você se jogaria de cabeça em um rio que você não conhecesse a profundidade? Quase certeza que não, pois não arriscaria sua vida. O empreendedor só arrisca em algo que está preparado, onde ele conhece o terreno.
  4. Exigência de qualidade e eficiência. Em sua opinião fazer algo bom está bom ou você procura sempre alcançar o ótimo? O empreendedor nunca se conforma com o bom, sempre busca a excelência e por conta disso se destaca no mercado.
  5. Comprometimento. O empreendedor sempre fica à frente de seus projetos, ele é o principal responsável pelos seus resultados. Em relação a equipe ele assume a postura de líder estendendo as mãos para ajudá-la e apoiando quando necessário.
  6. Busca de informações. Quando o empreendedor não sabe algo, adivinha o que ele faz? Exatamente, busca aprender e investir em pessoas para alcançar um objetivo.
  7. Estabelecimento de metas. Quando não se tem um objetivo na vida pessoal ou profissional fica mais difícil chegar a algum lugar. O empreendedor estabelece metas específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e temporais para chegar aonde deseja.
  8. Planejamento e monitoramento sistemáticos. Meta estabelecida, planejamento feito é hora de mensurar resultados e para isso acontecer o empreendedor monitora sistematicamente todos os passos das pessoas que estão envolvidas, assim como as etapas do processo.
  9. Persuasão e rede de contatos. Quando você tem certeza do que está fazendo fica mais fácil de trazer pessoas para perto de você e é desta maneira que o empreendedor age. Ele se especializa em algo e vai buscar opiniões de quem realmente pode agregar algo e não de qualquer pessoa.
  10. Independência e autoconfiança. O empreendedor solta otimismo pelos poros quando tem certeza do que está fazendo, com isso ele consegue alcançar patamares inimagináveis.

banner-do-site amandio junior ebook construindo resultados
Acredito que agora você já sabe qual a diferença de um empresário para um empreendedor, portanto sendo empresário ou não preste atenção aos seus comportamentos, se eles estão dentro da ótica do empreendedorismo. Se não estiverem, busque colocá-los e você terá melhores resultados em pouco tempo. Pense nisso!
Sucesso a todos!
Deixe seu comentário, dessa forma posso tirar suas duvidas e saber sua opinião.

Há oportunidades para mim, mas como estou para elas?

Há oportunidades para mim, mas como estou para elas?

No mundo dos negócios a palavra ‘sorte’ não é bem vinda, ao invés de pronunciá-la costuma-se dizer que há a ‘união da oportunidade com a capacidade’. Apesar disso, muito se atribui à falta de sorte aos fracassos alheios. Recentemente eu estava assistindo uma partida de futebol na TV e um jogador do time perdedor atribuiu a derrota à bola que não quis entrar. É isso mesmo, amigo, naquele exato momento a bola passou a ter vida própria, ela simplesmente se recusou a adentrar o gol.

Sabe como se chama este tipo de discurso do jogador? Locus externo, que é atribuir seu fracasso ao que está do lado de fora. Resumindo, segundo sua fala a culpa da derrota foi da bola e não da incompetência de seu time.

O locus externo é muito comum na vida das pessoas que não conseguem ou não sabem colocar um espelho à sua frente e perceber que as oportunidades que o mundo nos dá são inúmeras e que o mais importante é estarmos preparados para abraçá-las. Você não acha que é muito fácil e prático colocar a responsabilidade na bola ao invés de fazer uma mea culpa (do latim “minha falha”)?

“Minha vida não decola porque sou casado, se fosse solteiro seria diferente”; “minha empresa não dá certo porque não tenho uma equipe comprometida” e assim por diante. Entenda que as escolhas da vida só pertencem a nós, portanto não é honesto com você e muito com menos com as pessoas você ficar colocando a culpa de seus insucessos no externo.

Você provavelmente deve ter espelho na sua casa e tenho quase certeza de que você se olha algumas vezes nele. Toda vez que você se olha você encontra uma pessoa diferente, interna e externamente falando. No momento que você se olha você pode estar vestindo roupas diferentes assim como seu humor pode estar diferente. Assim é com nossos espelhos internos.

Para partirmos em direção às oportunidades que aparecem na nossa frente é necessário alguns requisitos muito importantes:

  1. Preparação. Você se lembra da palavra sorte que me refiro no primeiro parágrafo? Então, troque esta palavra por preparação. Você não irá muito longe se não estiver preparado;
  2. Determinação. Um grande aliado da preparação é a determinação. A partir do momento que você esteja determinado a alcançar seu objetivo você buscará forças para se preparar;
  3. Dedicação. Encare este desafio como o último de sua vida, dedique-se e faça mais do que o necessário, não saia do foco e você alcançará resultados excepcionais;
  4. Foco no alvo. Qual o objetivo que você deseja alcançar? Já escolheu? Então tenha visão de lince e não desgrude os olhos dele. Tome café da manhã, almoce, jante e respire o foco.
  5. banner-do-site amandio junior ebook construindo resultados

  6. Busque a opinião correta. É muito comum pessoas darem opinião mesmo quando elas não entendem nada do assunto. Você neste caso tem duas saídas: Busca especificamente aquelas que têm conhecimento do assunto ou não busca ninguém. O que eu sugiro é que você evite abrir seus projetos com quem não tem autoridade para tal.
  7. Corra riscos calculados. Se você somar preparação + determinação + dedicação + oportunidade, adivinha qual o resultado final? SUCESSO! Não tenha medo da exposição, vá em frente e arrisque, afinal de contas você se capacitou para isso.

Muitas vezes as pessoas perdem oportunidades por não perceberem que estão preparadas e ficam com medo de arriscar. Siga os passos que exponho acima, não tenha receio, vá em frente e se por acaso você não conseguir logo de primeira não desista, prepare-se mais buscando compreender o que você pode fazer de diferente da próxima vez para não cometer os mesmos erros. Pense nisso!

 

Sucesso a todos!
Deixe seu comentário, dessa forma posso tirar suas duvidas e saber sua opinião.

No meio do caminho havia uma pedra… e?

No meio do caminho havia uma pedra... e?

Você já deve ter lido um poema muito famoso do grande poeta Carlos Drummond de Andrade intitulado “No meio do Caminho”. Muita gente não sabe, mas Drummond retrata com maestria a rotina na vida do ser humano, a figura da pedra mostra que sempre haverá uma pedra no meio do caminho, se assim permitirmos. Além da rotina, a pedra também simboliza que percalços, espinhos, problemas acontecem todo o tempo, porém ela não irá sair de lá sozinha.

A pedra pode ter diversas formas: no olhar de um pessimista é um problema; sob a ótica do otimista é a solução; de um empreendedor é a transformação. Como é que você vê sua pedra? E vendo desta maneira quais os resultados você tem obtido?

Se você está confuso sobre qual ótica você vê sua pedra, então você ainda não se conhece o suficiente e a razão de muita gente estar perdida tanto no âmbito pessoal como profissional é negligenciar seus potenciais e não acreditar em si a ponto de colocar em prática seus talentos.

É incrível como o auto abandono aliado às influências externas são causadores de tanta frustração. Você mesmo que está lendo este artigo deve conhecer pessoas altamente talentosas que se diminuem perante dificuldades, desistem por serem imediatistas, que só veem pedras em forma de problemas no meio do caminho.

Se você pudesse se ver neste momento sem as pedras no caminho, como você se sentiria? Provavelmente mais tranquilo e feliz, não é mesmo?  O fato é que sempre haverá percalços na sua vida e eles podem lhe atrapalhar ou servirem como lição e aprendizado se você os trouxer para seu lado.

Talvez você esteja se perguntando como fazer para eliminar ou pelo menos minimizar as pedras que tanto lhe afastam de seus objetivos, então eu lhe convido neste momento a abrir sua mente e coração e mergulhar em uma profunda autorreflexão.

* Seu ponto de partida é o futuro, é nele que você colocará todos seus esforços, pois através dele você poderá iniciar sua jornada;

* Você já sabe aonde quer chegar, chegou a hora da caminhada. Inicie fazendo um diagnóstico baseado em seus pontos fortes e a melhorar. Foque no que você quer e esqueça o que não quer, afinal de contas não faz sentido focar em algo que não irá agregar nada na sua vida;

* Busque meios diferentes de alcançar o que deseja. Evite ter apenas um caminho, abra seu leque de opções, desta maneira você poderá chegar ao mesmo lugar através de meios diferentes;

* As pedras começarão a aparecer, mas lembre-se de que o foco é no que quer então se aparecerem problemas procure a solução ao invés de potencializar o que não lhe serve;
banner-do-site amandio junior ebook construindo resultados

* Esteja seguro do que quer. Sempre que estiver na caminhada rumo a algum objetivo se pergunte se aquele esforço que está fazendo vai valer a pena, evite deixar para pensar no final da linha se era aquilo que você queria ou não;

* Comemore!

O poema de Drummond é uma lição de vida, as pedras muitas vezes são necessárias para nos tirar da zona de conforto, porém mais necessário ainda é saber eliminá-las de sua vida até porque elas crescem com o passar dos anos e pode chegar um momento que você não encontre mais forças para movê-las.

Portanto, não deixe que as pedras se transformem em rochas. Acredite que você tem potencial para tirá-las de sua frente, seja sozinho ou com a ajuda de alguém, porém não deixe de seguir em frente, do contrário elas estarão sempre no meio do caminho. Pense nisso!

Sucesso a todos!
Deixe seu comentário, dessa forma posso tirar suas duvidas e saber sua opinião.

As armadilhas do mercado

As armadilhas do mercado

Como consultor de empresas, trainer e palestrante também na área econômico-financeira eu tenho visto regularmente empresários à beira da loucura por não ter os resultados que eles gostariam de ter. Alguns acreditam que nos tempos de seus pais e avós era mais tranquilo ter uma empresa, que a concorrência era menor e que o mercado mais tranquilo. Por acreditar que isso seja verdade, tais empresários de hoje tendem a querer tomar as atitudes que seus ancestrais tomavam, porém o mercado mudou completamente.

Nos dias de hoje a quantidade de empresas que fecham suas portas depois de 4 anos é proporcional ao número que abrem, Segundo uma reportagem da Folha de São Paulo de setembro de 2015 de dez empresas que abrem as portas depois de 4 anos 50% fecham e muito se deve ao jeito como o empresário lida com o mercado.

Quando eu digo que o mercado mudou completamente, quero dizer que desde sempre há alterações que exigem que os gestores busquem constantemente maneiras de se adaptarem às novas demandas e tendências que vão surgindo.  A maneira como o consumidor, por exemplo, se comporta é totalmente diferente de anos atrás. Nós como consumidores estamos mais exigentes, mais respaldados, com mais alternativas de opções para comprar e consequentemente tudo isso faz com que os empresários estejam bem preparados.

É fato que o ser humano está em constante mudança e assim é o mercado, então não dá para cruzar os braços e achar que a culpa é do momento atual do país. O empresário deve buscar alternativas para poder ultrapassar as barreiras das dificuldades de maneira que não perca sua qualidade. Todavia, que alternativas seriam essas? O que é necessário fazer para caminhar de maneira mais consistente?

  1. Possuir ferramentas econômico-financeiras. A sua empresa possui planilha de custos? E fluxo de caixa? A primeira ferramenta mostra o econômico de sua empresa e a segunda o financeiro. Ambas precisam andar lado a lado, porém mostram seu dinheiro de maneira diferente.
  2. Cuidar de seus funcionários. Você possui alguma estratégia para capacitar seus funcionários com o intuito de torná-los cada vez melhores e consequentemente aumentar de maneira positiva os resultados de sua empresa?
  3. Ter metas claras e alcançáveis. Você sabe exatamente o que quer da sua empresa? Em 5 anos como você quer vê-la? Provavelmente você deve estar dizendo: “É lógico que quero vê-la melhor do que está hoje”. Pois bem, o que você está fazendo para que haja esta melhora? E se está fazendo algo, como você está medindo estes números.
  4. Conhecer o mercado em que atua. Desde que você abriu sua empresa quantas vezes você fez uma pesquisa de satisfação com seus clientes? Você realmente conhece o potencial do mercado em que atua? Como você sabe se ainda há espaço para crescimento no seu segmento?
  5. Estar ligado ao estratégico. Os itens que foram colocados acima dizem respeito ao estratégico da empresa. O gestor é a pessoa que tem que olhar sua empresa de uma maneira mais holística, ampla. Se ele (o gestor) ficar preso ao operacional não conseguirá enxergar muito longe.

banner-do-site amandio junior ebook construindo resultadosDe posse destas informações, vem a fatídica pergunta: você continuará acreditando que o mercado é o principal responsável pelos seus resultados ou você irá tomar atitudes diferentes das que você toma hoje em dia? Entenda que a solução está em suas mãos, você que precisa fazer acontecer. Portanto, pare de olhar para o passado, analise seu estado atual e faço algo diferente para alcançar seu estado desejado no futuro.

Pense nisso!
Sucesso a todos!
Deixe seu comentário, dessa forma posso tirar suas duvidas e saber sua opinião.

Competência ou sorte? Que confusão!

Competência ou sorte Que confusão

Em meus treinamentos para empresários eu costumo que uma das para se abrir uma empresa é quando alguém a herda dos pais e precisa tocá-la em frente. Quando a empresa vai bem há uma tendência das pessoas dizerem que o herdeiro tem sorte por já ter pego um empreendimento pronto e completo, quando a empresa vai mal as pessoas tendem a dizer que o herdeiro é incompetente e que não tem a mesma pegada empreendedora dos pais.

Tudo bem que é comum se deparar com herdeiros que não entendem absolutamente nada da empresa que lhe foi deixada, que caem de paraquedas sem o mínimo de preparo para exercer gestão resultando na falência da empresa a curto e em médio prazo. Todavia, há o fator sorte é o que eu descarto completamente deste contexto, pois não há sorte quando se trata de competência.

Se olharmos para a raiz do problema nós vamos encontrar pais que não se preocuparam em preparar seus filhos para a sucessão e por outro lado filhos que também não se importaram em querer aprender para dar continuidade aos negócios da família. Se somarmos a ausência no papel de cada um dos lados vamos encontrar o resultado de um sucessor sem conhecimento nem do negócio da família muito menos do mercado em que vai adentrar.

No meu artigo anterior falo das armadilhas do mercado e para se manter nele é necessário três simples palavras: preparo, preparo e PREPARO! Amigo, não há como ser expert e algo se não houver capacitação, estudo, determinação e… PREPARO! Será que alguém duvida disso?

Um dos maiores golfistas de todos os tempos, o Americano Tiger Woods relatou que alguém um dia disse a ele que ele era uma pessoa de muita sorte e ele respondeu assim: “Realmente eu já tive muita sorte, porém somente quando eu passei a treinar 10 horas por dia.

Baseado nesta frase fantástica de Woods, eu estabeleço alguns passos importantíssimos para que se entenda que capacitação + preparação = SUCESSO!

  1. Siga seus instintos. Na linguagem do futebol diz-se que todos nós temos um pouco de técnico dentro de nós e assim o é na vida. É muito fácil encontrar alguém que palpite sobre o que você está fazendo, o pior de tudo é que a maioria das pessoas que encontramos não entende nada do que estamos nos propondo a fazer. Portanto, ouça quem realmente tem bagagem de conhecimento para lhe agregar algo.
  1. Estabeleça o rumo de onde quer chegar. Se quiser ter sucesso em algo tenha inicio, meio e fim do que vai fazer. Plano de negócios também funciona na vida pessoal e é fundamental para lhe dar um direcionamento;
  1. Faça a sua própria análise SWOT. Tudo na natureza possui pontos fortes e a melhorar (internos) e ameaças e oportunidades (externos). Faça a sua análise, veja o que você tem de bom e o que precisa melhorar internamente assim como as ameaças e oportunidades que há lá fora.
  1. Seja persistente. Ser persistente não é a mesma coisa de ser teimoso. Persistência tem a ver com suas crenças e valores. Portanto, se você crê que seu projeto tem futuro e é o que você valoriza, então vá em frente e nunca desista.

banner-do-site amandio junior ebook construindo resultados

  1. Seja um “workaholic”. Uma das coisas que mais atrapalha o ser humano se chama preguiça. Sucesso não combina com preguiça, afinal de contas você já viu alguém bem sucedido ter tido todo seu êxito dormindo até o meio dia?
  1. Seja humilde. Seu sucesso será proporcionalmente compatível a quanto e como você ajuda as pessoas. Entenda que o ser humano só é completo quando ele pensa no outro, auxilia e assiste o outro. Portanto, faça sempre algo pensando no que você vai agregar à vida de seu próximo.

Olhe novamente para o título deste artigo e reflita se no contexto de sucesso a palavra “sorte” tem lugar cativo? É óbvio que não. Conhecimento nunca é demais, portanto busque saber cada vez mais e você verá o que vai acontecer na sua vida. Pense nisso!

Sucesso a todos!
Deixe seu comentário, dessa forma posso tirar suas duvidas e saber sua opinião.

Investir ou não investir, eis a questão.

Investir ou não investir, eis a questão

No meu artigo anterior eu escrevo sobre o significado correto do termo “crise”. Assim como o mosquito da dengue está em evidência esta palavra está entranhada na mente e no coração de muitos Brasileiros. Mas vamos parar para analisar e tentar entender o porquê esta palavra hoje tem tanta potência entre nós.

O problema está dentro de mim ou no externo? Os acontecimentos estão realmente fazendo com que eu não consiga êxito no que eu faço ou será que me falta fazer algo diferente para começar a virar o jogo? Entenda que os seus resultados estão diretamente ligados a potência que coloca em algo que almeja e há pessoas que acreditam que o sucesso vem por acaso e de graça, ledo engano.

Certa vez em uma sessão de Coaching a coachee (pessoa que está passando pelo processo de coaching) me relatou que estava profissionalmente acabada, pois tinha sido recentemente demitida de uma empresa onde era a cozinheira chefe, não conseguia nada no ramo e o pior, acreditava que só sabia fazer uma coisa na vida: cozinhar.

Pois bem, vamos ampliar um pouco nossa visão. O fato de saber cozinhar não seria o suficiente para que ela pudesse abrir seu próprio negócio? É CLARO QUE NÃO! Sair de uma posição de funcionário e ser dono de um empreendimento requer dezenas de fatores. O que eu quero dizer com este exemplo é que obter sucesso em algo está diretamente ligado a investimento. Porém, existe algo dentro do ser humano que é o responsável direto às construções de suas barreiras, algo chamado crenças limitantes.

Crenças limitantes são resultados de interpretações negativas das experiências que vivemos. No momento que nos identificamos com uma situação ou modelo, nossas decisões sofrem influências daquele padrão, impedindo a mudança de paradigmas.
banner-do-site amandio junior ebook construindo resultados
É extremamente necessário investir em tempo, dedicação, esforço, dinheiro e outras coisas mais para poder pensar em êxito. Perceba que tudo que foi feito um dia na vida pode ser um dia desfeito: a confiança ou desconfiança de alguém, o sucesso ou o fracasso, a vitória e a derrota, etc. Portanto, ao invés de ficar focando em algo que você não consegue faça a você mesmo as seguintes perguntas:

Eu não consigo ou eu não quero? Muitas vezes as pessoas entram em uma zona de conforto e tentam se convencer de que não conseguem algo, porém de alguma maneira aquela situação em que ela “quer mudar” está confortável;

Se eu quero o que então está me impedindo? Esta é uma pergunta que de certa maneira lhe coloca na parede. Se você realmente tomou a decisão o que lhe falta para seguir em frente?

Aparecendo barreiras o que devo fazer para derrubá-las? É claro que a vida não é um mar de rosas, portanto ao aparecer problemas pelo meio do caminho o que você fará para ultrapassá-las?

De posse destas perguntas é hora de começar a agir, tenha sempre em mente que investimentos requerem sacrifícios, portanto não espere por vida fácil. Todavia, saiba que os louros da glória virão com o tempo e você perceberá que tudo o que você fez valeu a pena. Pense nisso!

Sucesso a todos!
Deixe seu comentário, dessa forma posso tirar suas duvidas e saber sua opinião.

Com quantos paus se constrói uma crise

Com quantos paus se constrói uma crise

Jonas (nome fictício) acorda todos os dias pontualmente às seis horas, toma banho, se veste e enquanto toma seu café assiste as notícias da manhã. Ao terminar o telejornal sai para trabalhar em uma empresa no qual já trabalha a 5 anos como gerente. Durante seis dias da semana sua rotina é a mesma e todos os dias ele fica mais e mais preocupado com o que assiste em relação ao momento econômico do país.

Do outro lado da cidade Joaquim (nome também fictício) tem uma rotina parecida, porém ao invés de ser funcionário é dono da mesma empresa onde Jonas é funcionário. Apesar de posições diferentes a preocupação de Joaquim é mesma de Jonas. E toda esta preocupação se resume na palavra mais pronunciada pelos Brasileiros nos últimos tempos: CRISE!

Mas o que é crise afinal? Se você perguntar para alguém qual seu significado provavelmente este alguém lhe dirá que é algo muito ruim e que representa um momento de depressão em alguma situação. Na verdade, a palavra crise vem do latim e quer dizer momento de decisão, de mudança súbita. Isto ilustra muito bem que em momentos de dificuldade o mais sensato que temos que fazer é buscar mudanças que saiam do foco do problema e mergulhem na direção da solução. E daí vem a grande pergunta: por qual razão as pessoas focam tanto no problema?

Não seria mais sensato e lógico tentar solucionar seus problemas do que ficar de braços cruzados acreditando que alguém tem que fazer algo e que tudo é culpa do governo e seus capangas?
banner-do-site amandio junior ebook construindo resultados
Na verdade mais razões para mergulhar em rios de lamentações do que imaginamos e para ilustrá-las vou traçar um paralelo entre patrões e empregados com seus discursos:

PATRÕES FUNCIONÁRIOS
* Não há mão de obra qualificada; * As empresas não querem investir em seus funcionários;
* As pessoas não querem trabalhar, só querem explorar seus patrões e empresas; * Os patrões não querem que os funcionários trabalhem, só sabem explorar;
* Antigamente era mais fácil conseguir bons funcionários; * Hoje em dia os patrões só pensam em si;
* Pagamos muitos impostos, como dá para aumentar os salários? * Além de pagar pouco, os funcionários tem descontos altíssimos por conta dos encargos.

Esta é a tônica da discussão e quem tem razão? Patrões e funcionários duelando o tempo todo para justificar as causas dos problemas e se esquecem de buscar soluções, afinal de contas a culpa é sempre do outro concordam?

E qual seria a maneira correta de agir? Que tal usar a palavra crise de um jeito correto e partir para mudanças ao invés de cruzar os braços e acusar o outro? Abaixo seguem algumas perguntas para autorreflexão:

  1. O que está me afligindo neste momento?
  2. O que eu gostaria que fosse diferente em relação ao que está acontecendo agora?
  3. Quais ferramentas eu tenho para mudar esta situação e quais eu vou precisar?
  4. Quem já fez diferente e foi bem sucedido que poderia me ajudar ou me inspirar?
  5. O que preciso fazer uma vez que já sei o que fazer?

Estas são algumas perguntas que você pode se fazer para tentar mudar um quadro total ou imparcial de insatisfação, porém não demore muito pois se demorar você corre dois riscos: De se acomodar com a situação ou se autoflagelar com a mesma. Use definitivamente na sua vida a palavra crise de maneira correta tome uma atitude revolucionária. Pense nisso!
Sucesso a todos!
Deixe seu comentário, dessa forma posso tirar suas duvidas e saber sua opinião.