Como se derruba uma parede? Você provavelmente irá dizer que depende, não é mesmo? De certa forma você tem razão, porém o fato é que se não houver ferramentas próprias, independentemente do tamanho da parece, será muito difícil derrubá-la.

Por incrível que pareça, os paredões internos também precisam de ferramentas precisas para serem derrubados. Você tem conhecimento de seus paredões e das devidas ferramentas para derrubá-los? Se sim, como você as usa? Se não, como você lida com as que aparecem regularmente à sua frente?

Os paredões internos que eu menciono são tudo aquilo que, de alguma forma, lhe atrapalham de seguir em frente e conquistar o que você deseja.

Medos, pânicos, fobias, receios, desconfianças, traumas, enfim… dentro de nós há uma memória chamada de inconsciente que armazena todas estas mazelas que citei há pouco e muito mais. Todavia, tais mazelas não começaram recentemente, muitas delas iniciaram na sua idade de infância, sabia disso? 

Quando eu era criança meus pais eram muito protetores, não me deixavam fazer muitas coisas e eu era muito dependente. Quando cheguei à adolescência eu custei a sair sozinho de casa, por exemplo.

Para você ter uma ideia, toda vez que eu saia de casa para ir a algum lugar o que eu ouvia era: ”Cuidado, a rua é perigosa, não chegue tarde, não converse com estranhos, etc.”

Sabe o que todo este protecionismo resultou? Toda vez que eu saia de casa eu tinha dor de barriga, e sabe por que isso acontecia? Porque a minha memória inconsciente acionava as frases que eu costumava ouvir e acredite você ou não, isso perdurou até minha fase adulta.

Como terminou? Quando eu comecei a ministrar treinamentos pelo Brasil eu tinha que viajar longas distâncias, então comecei a ter bons diálogos internos para derrubar a parede do medo de sair de casa, até eu vencê-la.

Agora, você já pensou se eu não tivesse demolido este paredão, como seria toda vez que tivesse de viajar eu sentisse dor de barriga? Quantos voos eu já não teria perdido?

Talvez você esteja se perguntando: “E as ferramentas que você usou para derrubar as paredes, quais foram?” Então, perceber quando iniciou o trauma é fundamental para começar a quebrar paredões internos; depois disso, veja se hoje em dia faz sentido você alimentar e manter este trauma; por último, faça a seguinte pergunta: “O que eu ganho mantendo esta crença que me atrapalha?”

Você notará que se for algo que te atrapalha, você buscará soluções para reverter a situação. No inicio será difícil, porém com o tempo e o hábito você superará este problema.

O exemplo que eu lhe dei foi um tanto simplório, porém serve para exemplificar como uma crença que inicia na infância se não for tratada talvez perdure por toda sua vida.

Como você já leu neste artigo, todos nós temos crenças que criam paredões e consequentemente podem estar nos atrapalhando de seguir em frente, porém precisamos ter ferramentas que derrubem estas paredes para que sigamos em frente.

Além das ferramentas que citei acima, tenha disciplina, força de vontade, fé, autoconfiança, foco e o que mais estiver ao seu alcance para que você elimine o que te atrapalha.

O que você achou deste artigo? Escreve um comentário aqui embaixo dando sua opinião, ela é muito importante para que ofereça sempre o melhor para você.

Sucesso sempre!

2 Comments

  1. Wiviane Oliveira

    Muitas pessoas têm essa parede interna…realmente precisamos nos libertar e derrubar de vez esse obstáculo.

    • Amandio

      Na verdade, Wiviane, todo ser humano possui paredões internos e muitos deles te bloqueiam a ponto de você não conseguir alcançar seus desejos e sonhos. A libertação é possível, porém com muito autoconhecimento para que você possa escolher as ferramentas corretas para usar. Muito obrigado pela sua participação, um grande abraço!

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *