O filme que você tanto esperava finalmente entrou em cartaz e você se prepara para ir assisti-lo. No caminho do cinema vários imprevistos acontecem para lhe tirar o foco de chegar ao seu destino: chuva, engarrafamento, etc. Você então toma uma decisão, volta para casa e pelo menos por enquanto você não cumpre seu objetivo e se sente frustrado.

Eu utilizei este exemplo para ilustrar como fatores externos podem comprometer suas ações rumo ao que você almeja e com suas metas pessoais e profissionais não é diferente.

Eu tenho conversado com algumas pessoas sobre estabelecimento de metas e suas dificuldades em alcançá-las. O que elas mais reclamam é a falta de foco, que qualquer coisinha é o suficiente para tirá-las do trilho e que isso acaba as desestimulando.

Eu costumo dizer que os fatores externos que lhe tiram do trilho são os “ladrões de foco” e muitos deles acontecem porque você dá poder aos mesmos, você permite com que eles nasçam e cresçam dentro de você a ponto de deixá-lo cego e não enxergar mais o que você “supostamente” desejava tanto.

É claro que em alguns casos estes “ladrões de foco” são fatores que você precisa parar para dar uma atenção, como um caso de doença, porém há muitos que se você quiser você o tira de sua vida bem rapidamente. Abaixo eu cito alguns:

  1. Redes sociais. Você tem o hábito de minuto a minuto ficar checando se alguém lhe chamou no Whatsapp, Messenger, ou se alguém postou algo no facebook, instagram, etc? Então este ladrão está devorando minutos preciosos de seu dia chamando sua atenção para que você desvie seu foco;
  2. Televisão. Deixar de fazer algo por conta de algumas horas na frente da TV é um hábito seu? Permita-me dizer que este ladrão pode estar lhe consumindo ao extremo e você nem perceba.
  3. Conversas longas ao telefone. Sabe aquele(a) amigo(a) que você não fala há um tempão que resolve te ligar e você não tem coragem de dizer que está ocupado? Pois é, ele(a) também caracteriza-se como um ladrão de foco;
  4. Falta de agenda. Como você planeja seu dia? Você já sabe o que terá que fazer durante o dia de hoje e amanhã também? Se não sabe, você provavelmente não saberá o que será prioritário para fazer e então ficará à mercê do acaso como um barco à deriva;
  5. Resolver problemas dos outros. Deixar seu afazeres para resolver os dos outros é algo que lhe tira parcialmente ou completamente do foco, pois você definitivamente deixa de fazer o que é importante para você para resolver o que é importante para outra pessoa. É você se deixar em segundo plano.

banner-do-site amandio junior ebook construindo resultados

Eu comecei minha carreira de educador aos 17 anos e precisei aprender imediatamente como respeitar os objetivos que eu traçava fazendo o possível para não perder o foco. Uma das primeiras barreiras que encontrei foi a idade e a ânsia de poder conquistar o mundo, pois ainda era muito jovem. Foi quando eu olhei para meu passado recente e descobri que poderia fazer e ser melhor a cada dia.

Para me tornar um professor de Inglês eu precisei passar por um curso completo, que na época era de 5 anos no mínimo (não havia cursos intensivos como hoje em dia), porém eu consegui terminá-lo em 3 anos, eu explico. Os níveis eram semestrais, portanto dois por ano totalizando dez. Acontece que eu me propus a passar por aulas extras e avaliações com o objetivo de encurtar caminho, além disso, fiz alguns cursos de férias também. Ou seja, com a mesma eficácia eu encurtei meu curso em dois anos me tornando fluente em bem mais rápido.

Você sabe o que tinha por detrás de todo este movimento? Determinação, força de vontade e principalmente muito foco. Eu deixei de viajar de férias com os amigos algumas vezes para ficar na cidade estudando, mas isso valeu muito à pena. Tudo bem que os ladrões de foco da época eram outros, mas roubavam muito também, se as pessoas deixassem.

Se você está passando por uma fase em que não consegue cumprir uma meta, analise os ladroes de foco. Entenda que não estou aqui dizendo que você deve deixar de conversar ao telefone ou de assistir TV. O que estou enfatizando é que estes e outros “ladrões de foco” tendem a entrar na sua vida em momentos errados, contudo você é quem permite estas entradas. Portanto, cuidado! Estabeleça horários certos para fazer coisas que não lhe deixem depois com o sentimento de perda de tempo e energia.

Quer saber mais sobre os “ladrões de foco”? Assiste a minha aula online que eu gravei para aprofundar mais este assunto.

Para assistir a aula basta clicar nesse link: QUERO ASSISTIR A AULA!

Comments are closed.