Quando falamos de tempo cronológico, o dividimos em passado, presente e futuro. Porém, dos 3 mencionados o que o ser humano menos gosta e consegue se concentrar é no presente, no hoje. Pensar no passado e no futuro é mais cômodo, pois um não volta mais e o outro ainda irá acontecer, não tem uma forma definida. Além disso, há algumas frases prontas que carregamos em nossas mentes provenientes de nossos antepassados que nos deixam presos a estes dois tempos. Vamos ver que frases são estas:

“Recordar é viver …”. Viver o que se já passou?
Viver aprisionado no passado não leva a nada, não irá nos beneficiar para conquistas futuras, a não ser para extrairmos lições que deram ou não certo. Concentrar-se no passado nos limita, pois daí vem frases carregadas de “se”, porém o “se” leva a algo que poderíamos ter feito diferente … mas o fato é um só: Não fizemos diferente.

“O futuro a Deus pertence …”. Se o futuro pertence a Ele, então porque penso tanto no amanhã?
O ser humano tem o hábito de colocar a responsabilidade de seu futuro na mão de Deus, mas fica o tempo todo planejando o mesmo muitas vezes de forma vazia, sem embasamento, sem algo concreto que o leve até onde ele almeja, ou até pior, não faz nada como se esperando cair do céu. É comum no final do ano vir pessoas dizendo que o próximo ano será diferente, que serão mais felizes, mais magras, mais inteligentes, mais tudo. O ano passa, nada acontece. Mas não se preocupe, ano que vem será diferente.

No meio deste fogo cruzado entre passado e futuro há o presente, justamente do que precisamos, a ponte entre o que já aconteceu e o que virá pela frente. Quando queremos algo no futuro é exatamente no presente que buscamos alicerces para atingir nossos objetivos.

Vamos imaginar, por exemplo, um jovem que está no ensino médio e almeja ser médico. O futuro ele já decidiu, cabe às atitudes que ele tomará no presente que o levarão a tão sonhada profissão. Quais são os passos a serem tomados no presente, então?
1. Terminar o ensino médio. Não adianta pensar em vestibular sem conclui-lo.
2. Passar no vestibular. Mas para isso, o que deve ser feito? Vai fazer cursinho, onde? Quantas horas precisa estudar por dia? Quantos dias da semana?
3. Fazer faculdade por 5 ou 6 anos.
4. Fazer residência.
5. Ser médico.

Como podemos notar, somente o item 5 refere-se ao futuro, os outros 4 passos estão no presente. a dificuldade maior não está em planejar o futuro e sim planejar o presente, pois exige muita disciplina, exige pensar e isto dá trabalho. O presente nos liberta de algo que não volta mais e nos aproxima do que queremos amanhã. Pense nisso.

Comments are closed.