Você já deve ter passado pela seguinte situação: Necessitando de um determinado produto (uma roupa, por exemplo) você entra em uma loja e é recebido(a) por um(a) vendedor(a) muito simpático(a) que lhe atende com excelência e eficácia.

Após alguns meses você retorna à mesma loja para comprar outro produto na esperança de encontrar aquela mesma pessoa que lhe atendeu tão bem, porém ela já não trabalha mais lá e no lugar dela está outra que é mal humorada, insegura e totalmente indisposta a lhe atender bem.

Você consegue se identificar neste relato escrito acima? Quem nunca passou por uma situação dessas pelo menos uma vez na vida não é mesmo? Todavia, a pergunta que lhe faço é: Qual a razão de tanta diferença no atendimento em uma mesma empresa?

A resposta é muito simples: falta de padronização dos processos e falta de treinamento. As duas coisas estão diretamente ligadas, sem padronização não há linearidade nos processos e mesmo havendo, sem treinamento para aperfeiçoá-los não adianta de nada.

Contudo, eu acredito que todo empresário tem pelo menos noção de que padronização e treinamento são muito importantes para o bom andamento de suas empresas, então não seria mais sensato colocar estes dois itens em seus planejamentos?

Bem, teoricamente sim, porém o fato é que muitas empresas não possuem nenhum dos três itens aqui citados: planejamento, padronização e treinamento ou se têm não são eficazes, além disso, seus gestores não fazem muita questão em implantá-los.

A padronização de uma empresa passa por 3 ferramentas de gestão organizacional que são: organograma, fluxograma e normas & procedimentos.

Imagina duas pessoas preparando um bolo de chocolate cada uma, utilizando suas experiências e expertises. O sabor é o mesmo, os ingredientes são os mesmos, a estrutura (cozinha, equipamentos, etc.) é a mesma. De certo que o bolo sairá com o mesmo gosto, certo? Não mesmo! Agora cada pessoa terá a oportunidade de fazer outro bolo de chocolate com a mesma receita em mãos. E agora? O bolo sairá parecido ou quem sabe igual? As chances são infinitamente maiores do que o primeiro exemplo, não acha?

A padronização passa por este processo, unificar os procedimentos para que todos caminhem em uma só direção.

Após a elaboração das ferramentas acima citadas (organograma, fluxograma e normas & procedimentos), chega a hora do treinamento e execução para saber se está tudo dentro das conformidades, do contrário, volta-se para a fase da elaboração.

Com exceção do organograma, o fluxograma e normas & procedimentos devem ser feitos com a participação de toda a equipe, cada um em seus setores.

Sem padronização e treinamento cada colaborador irá fazer da sua maneira, conforme sua experiência e a empresa não terá controles eficazes. Além disso, padronizar e treinar têm que ser contínuo acordado no planejamento períodos e datas específicas.

Identificou sua empresa na descrição acima? Entre em contato comigo através do whatsapp (http://bit.ly/AmandioJunior) e deixe eu lhe ajudar a mudar esta realidade.

Sucesso sempre!

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *