Empreendedor não promete, faz.

Durante uma eleição um dos principais pontos a serem analisados no candidato a um cargo político é o quanto ele cumpre o que promete. Se for um candidato que já possua um tempo de carreira, a tendência é se olhar para seu passado e vir o que realizou, se for novo na profissão será olhada sua vida pessoal, pois é o parâmetro que se tem.

Apesar de eu ter usado a política como exemplo, já reparou que nosso dia a dia é muito comum pessoas prometerem algo e não cumprirem, deixando um misto de expectativa e decepção no outro? Mas porque isso acontece com tanta frequência?

Em algumas regiões do Brasil há em determinadas culturas a dificuldade de dizer “não” com o receio de não deixar a outra pessoa chateada, porém prometer e não cumprir não é até pior? Então porque não ser transparente e dizer a verdade seja lá qual for?

No inicio do ano eu precisei contratar um marceneiro para fazer os pés de uma mesa de jantar com tampão de vidro que se estragou com o tempo. Eu precisei entrar em contato com nada mais nada menos do que 7 “profissionais” e somente o sétimo entregou o serviço como acordado.

Sabe por que eu desfiz o contrato com os outros 6? A falsa promessa de que iriam me entregar em determinada data ou que não poderiam entregar do jeito que eu havia pedido, mas seria algo muito parecido. Nenhum deles, com exceção do sétimo marceneiro, foi transparente comigo.

Quando você passa a desacreditar em uma pessoa? Uma das razões é quando ela não cumpre o que promete. Você já passou por isso? Em qual lado da moeda você se colocou e se coloca? Do lado de quem promete ou do lado de quem é prometido?

Empreender é comportamento, não é função como muitas pessoas acham que é. Você se acha uma pessoa empreendedora? Segundo o seminário EMPRETEC da ONU e ministrado no Brasil pelo SEBRAE, as 10 características do comportamento empreendedor são:

1. Busca de Oportunidades e Iniciativa

2. Persistência

3. Correr Riscos Calculados                   

4. Exigência de Qualidade e Eficiência

5. Comprometimento                                

6. Busca de Informações

7. Estabelecimento de Metas                  

8. Planejamento e Monitoramento Sistemáticos

9. Persuasão e Rede de Contatos         

10. Independência e Autoconfiança

Todavia, há um comportamento que é fundamental e que engloba todos os dez citados acima: a transparência com você e principalmente com quem você lida. Portanto, se você não tem condições de cumprir com algo, não prometa. Seja diferente de muitas pessoas que não tem coragem de assumir suas limitações.

Como você se sente quando alguém lhe promete algo e cumpre? Eu tenho quase certeza que você fica muito feliz com tal pessoa, não é mesmo? Assim acontece com as pessoas em relação a você e aquela máxima, não faça com os outros o que você não gostaria que fizesse com você é pura verdade, concorda?

O que você achou deste artigo? Escreve um comentário aqui embaixo dando sua opinião. Além disso, eu quero lhe fazer um convite.

Eu administro dois grupos no WhatsApp. Um é voltado para o empreendedor pessoa física chamado de “Empreendedorismo eficaz”. O seu objetivo é levar ideias a pessoas que queiram crescer como pessoa e profissionais.

O outro grupo é para empresários que desejam crescer com seus negócios. O nome é “Mundo Business”.

Seguem abaixo o link de ambos:

Empreendedorismo eficaz – https://chat.whatsapp.com/I50WupMJiP1DJBHinl2AR0

Mundo Business – https://chat.whatsapp.com/DFi1f853BvW8lt1W54Afey

Sucesso sempre!

E quando eu não conseguir, o que fazer?

Certa vez uma pessoa que exerce um cargo de liderança em uma empresa na minha cidade me relatou o seguinte fato: “A empresa estava passando por um momento financeiro bem difícil, precisávamos capacitar nossos funcionários, porém não havia dinheiro para investir em um profissional. Então, um dos diretores sugeriu que cada líder treinasse sua equipe e foi aí que meus pesadelos começaram”.

A pessoa que me contou esta situação disse que a primeira coisa que passou em sua cabeça foi pedir demissão não pelo treinamento, mas por ter que falar em público apesar de exercer um cargo de liderança.

Como isso é possível? Alguém ser líder e ter medo de falar com seus liderados? Na minha experiência como trainer e consultor deparei com várias pessoas sem as mínimas condições de exercer as funções que lhe foram deliberadas justamente por tremerem na hora de falar em público.

Pessoas que sofrem deste problema não conseguem relaxar porque possuem um nível de ansiedade muito grande a ponto de se arriscarem a adivinhar o que irá acontecer quando estiverem à frente de seus liderados.

Outra coisa que os fazem sofrer é se tiveram algum trauma passado ao falarem em público e não conseguem se desvencilhar do mesmo.

Traumas não são tão simples de serem tratados, porém eu gostaria de lhe dar algumas dicas para mudar o seu mindset em relação a falar em público:

1) Foque no agora, no resultado que você deseja alcançar;

2) Se não for capaz de superar esta situação sozinho(a) busque ajuda de um profissional (psicólogo ou coach por exemplo);

3) Não se menospreze perante sua audiência, eles precisam saber que a sua frente está uma pessoa que fará a diferença na vida deles.

O medo de falar em público atormenta muita gente, porém a solução de seus problemas está nos seus filtros, na maneira como você lida com a situação e o momento. Eu costumo dizer que enfrentar uma plateia é primeiramente enfrentar a si mesmo. Portanto, olhe para seu interior, descubra de onde vem esta barreira e trate de quebrá-la, você só tem a ganhar.

Você gostaria de ter uma mentoria totalmente grátis comigo para melhorar a maneira como você se comunica? Então acessa este link aqui http://bit.ly/desbravandofronteiras e preencha seu formulário. Terei o maior prazer em conversar com você e lhe ajudar.

 

Sucesso sempre!

O que eu preciso fazer para decolar?

Você já viu uma águia levantando voo? Já reparou a maestria com que ela sai do chão rumo ao destino a que se propõe?

Como ela consegue fazer aquilo? E como ela aprendeu? Ou será que ela já nasceu sabendo voar? Será que ela nunca caiu e falhou quando mais jovem?

Somos todos águias, porém muita gente não sabe e outras tantas não se consideram. Na verdade, com todo respeito, muitas pessoas acreditam que nunca serão águias por se considerarem galinhas.

A diferença mais gritante entre a águia e a galinha é que uma voa e a outra não. Ora, qual das duas tem a maior possibilidade de ver o mundo de ângulos diferentes?

Respondendo as perguntas do segundo parágrafo, a águia não nasceu sabendo voar e certamente caiu de muitas árvores até aprender. O que ela se propõe a fazer então? Ela acredita que nasceu um pássaro e é comum que eles voem.

Você já parou para prestar atenção quantas possibilidades de mudanças apareceram e aparecem na sua vida em forma de oportunidades todos os dias? E que tais possibilidades poderiam e podem lhe ajudar a decolar?

Para que você agarre uma oportunidade é necessário ficar antenado nas coisas que tem a ver com aquilo que você se propõe e quer desenvolver. Outro ponto importante é o preparo e quando você alia as duas coisas (oportunidade e preparo) você alcança resultados.

Decolar na vida significa ter ambição de sair do chão, disposição para encarar dificuldades e foco para não se deixar desviar tão facilmente por fatores externos.

O que eu quero pra mim como profissional? Como quero ser reconhecido? Quais patamares quero alcançar? O que preciso fazer e quando chegarei onde desejo?

Estas e outras perguntas eu costumava e costumo me fazer quando estou me propondo a alcançar algo que me proponho.

Ter uma conversa com você sempre ajuda no posicionamento de seu estado atual equiparado ao seu estado desejado. Você passa a perceber 3 fatos muito importantes sobre você:

  1. Você passa a entender quais seus pontos fortes;
  2. Você reconhece que há pontos internos a serem melhorados;
  3. Através dos pontos fortes você passa a prestar mais atenção nas oportunidades, pois a partir dai se sente mais capaz;
  4. Seus pontos não tão fortes o levarão à percepção de que eles precisam ser melhorados, senão as ameaças do mercado irão lhe bloquear constantemente;
  5. O conjunto desta análise lhe ajudará e muito a trilhar uma rota rumo à decolagem para uma vida melhor.

Você que me lê neste momento, acredite que você é uma águia ou poderá ser uma se assim desejar. Deus lhe deu asas, porém você precisa fazer com que elas se movimentem e o primeiro passo é se autoconhecer. É claro que não é só isso, mas é o começo. Todavia, eu garanto que se autoconhecendo cada vez mais os outros fatores serão somente externos e você terá mais condições de suplantá-los.

 Este artigo fez sentido para você? Gostaria de saber mais? O que acha de participar de um programa que lhe proporcione a experiência de poder atingir suas metas e fazer você decolar sentindo-se como uma águia?

Se tudo isto faz sentido para você então clica neste link aqui http://bit.ly/Método3Ps e saiba como iniciar o processo de alçar voos cada vez mais altos

 

Sucesso sempre!

Como utilizar o locus de controle corretamente

“Acho que o mundo está contra mim, afinal de contas está dando tudo errado”. Você alguma vez pronunciou ou ouviu alguém pronunciar esta frase? É muito comum quando alguém se sente injustiçado e achando que seu fracasso é originado do universo.

“Eu sou o único responsável pela minha vida”. Você certamente já deve ter dito ou ouvido alguém dizer esta frase também, não é mesmo?

Ambas dizem respeito a um comportamento chamado de locus de controle. Tanto uma quanto a outra tem um responsável a quem você atribui. Seja bem vindo(a) ao mundo do LOCUS DE CONTROLE.

Infelizmente há uma tendência do ser humano utilizar muito mais o lócus de controle externo do que o interno. Mas o que significa cada um deles?

O locus de controle externo é quando você atribui seu fracasso ao mundo: pessoas, ambientes, condições climáticas, etc.

O locus de controle interno é quando você atribui toda a responsabilidade de seus atos (positivos ou não) em si mesmo(a).

Qual dos dois está correto? Vamos parar para analisar?

Você pode estar pensando que nem tudo o que acontece na sua vida é culpa sua, certamente que não, porém a responsabilidade é e sabe qual a razão? Porque é você quem escolhe a maneira de lidar, agir e reagir em cada situação.

Na minha infância um dos maiores medos que eu tinha era de ficar reprovado, pois meus pais eram muito rigorosos, eles costumavam dizer que eu só fazia estudar na vida então não havia razão para tirar notas baixas ou não passar de ano.

Com isso eu instalei uma crença de que eu nunca poderia falhar quando se tratava de testes escolares e aprovações. Esta crença tornou-se altamente limitante, pois eu geralmente fazia provas com muito receio de tirar notas baixas, fracassar e decepcionar meus pais. A minha limitação era de não me achar bom o suficiente.

Certo dia eu descobri uma estratégia que poderia me ajudar, apesar de não ter nunca dado certo.

Quando eu tirava nota baixa eu chegava em casa cabisbaixo, triste, desolado. Ao encontrar com meus pais eu dizia: “Olha só, tirei nota baixa porque o professor não gosta de mim, não ensina direito, a sala é barulhenta, ninguém quer nada e me atrapalham, o calor é intenso e prejudica a concentração”. E assim por diante.

A minha estratégia era de colocar a culpa em tudo e em todos que estavam à minha volta para livrar a minha barra. Eu usava o locus externo.

Por outro lado, quando eu tirava uma nota alta a minha postura ao chegar em casa era diferente, o nariz empinado até o teto e coluna ereta.

Neste momento eu era 100% locus interno porque meu argumento era que apesar de todas as dificuldades o mérito era meu.

Eu quis explanar com este pequeno case de minha vida é que eu não tinha noção de que na alegria e na tristeza a responsabilidade era toda minha independentemente da situação.

Assim é na vida de cada um, problemas e percalços sempre aparecerão na vida, porém a sua responsabilidade é absorver e transformá-los em algo positivo e isso só depende de você.

Entenda que ao estabelecer uma meta e seu planejamento tudo está com você: como, onde, quando, com quem ou quanto você terá que dispor para chegar ao objetivo e nada como estar ciente de sua responsabilidade.

Por esta e outras razões é que o autoconhecimento é tão importante ao se estabelecer uma meta, sem se conhecer você não conseguirá avançar muito em seu objetivo e pode acabar achando que a culpa e a responsabilidade é de tudo e de todos, menos sua.

Você acredita que este artigo lhe ajudou a entender melhor o grau de responsabilidade que você tem sobre seus atos? Se sim, então venha saber mais, Clica neste link aqui http://bit.ly/construirmudança e comece a receber mais informações de como você pode construir resultados maiores e melhores na sua vida.

Sucesso sempre!

Está na hora de definir seu propósito?!

Você gostaria de poder estabelecer suas metas sabendo exatamente o que lhe deixa feliz, brilha seus olhos e sabendo também que você poderá ajudar muitas pessoas através de um propósito definido?

Eu tenho certeza que sim…

Há grandes chances de você estar cometendo erros no momento de definir seu propósito, portanto é muito importante que você fique bem atento para o que vai ler a partir de agora, caso queira saber como definir seu propósito de fato.

Fica tranquilo (a), neste artigo você irá aprender de uma maneira simples e didática algumas dicas importantes para que você possa definir seu propósito com o intuito de estabelecer melhor suas metas.

Na verdade, você pode até seguir exatamente o caminho que eu costumo ensinar para você definir seu propósito, afina de contas foi através dele que eu defini o meu.

Continue lendo este artigo para saber sobre:

  • A importância de se definir um propósito;
  • Ganhos e perdas ao definir seu propósito;
  • Os cuidados a serem tomados na definição de propósito;
  • Como saber se o que eu defini é realmente o que eu quero pra mim.

A importância de se definir um propósito

Esta é uma pergunta que muitas pessoas me fazem quando questiono em meus treinamentos e palestras se elas têm propósito ou missão definida. Será que é realmente tão importante saber o porquê de se ter uma razão para tocar a vida? Não seria melhor deixar a vida lhe levar do jeito que ela quisesse?

É muito perigoso deixar sua vida ser levada como um barco à deriva, sem comando algum. Eu senti isso na pele em um determinado momento de minha vida profissional, entrei em uma zona de conforto achando que não tinha condições de mudar o rumo de minha vida justamente por não ter definido meu propósito.

Mas o que eu ganho e perco definindo meu propósito?

Na vida você sempre terá dois lados, o dos ganhos e o das perdas. Se olharmos de maneira pragmática posso lhe dizer que optando em definir seu propósito você irá ganhar:

– Maior e Melhor direcionamento na vida;

– Otimização do seu tempo e energia com o que realmente lhe agrega;

– Desenvolver coisas que realmente fazem sentido pra você;

– E muito mais!

Por outro lado, o que você perde? Sua auto responsabilidade aumentará consideravelmente, pois a partir da definição de seu propósito você não poderá fugir de você mesmo.

Todavia, você precisa ter alguns cuidados quando estiver refletindo sobre seu propósito para que não caia em algumas armadilhas. Abaixo seguem alguns:

– Não caia na bobagem de ligar seu propósito à renda financeira. Dinheiro é consequência de algo feito com amor e dedicação;

– Procure não pedir opinião para o primeiro que aparecer à sua frente. Lembre-se que durante este processo você estará cheio de dúvidas e será facilmente influenciado por opiniões diversas;

– Ouça mais sua voz interior. A autorreflexão é muito importante neste processo, você é a pessoa mais indicada para descobrir aonde quer chegar;

– Procure ajuda de forças divinas para lhe auxiliar: Deus e Cristo.

Vou lhe dizer agora 4 dicas super importantes para lhe ajudar a definir seu propósito.

Dica nº 1: Pense em coisas que lhe deixam feliz quando você está realizando.

Por exemplo, cozinhar. Ao cozinhar você se sente feliz? É algo que lhe dá prazer? Os seus olhos brilham quando vai preparar algo para amigos ou familiares? (pense em quantas coisas quiser, não há pressa);

Dica nº 2: Das coisas que você pensou coloque em um ranking de preferência.

Mesmo listando várias coisas provavelmente há algo que você prefere em relação às outras. Escolha sua tarefa favorita.

Dica nº 3: Você acredita que este algo que você escolheu pode ajudar o planeta e as pessoas de alguma maneira?

Dica nº 4: Este seu suposto propósito poderia ser algo que lhe gerasse receita?

Ao descobrir o que lhe dá prazer perceba se há a soma destes 3 fatores: talento + paixão + remuneração. Se houver, seu propósito pode, além de prazer, lhe proporcionar renda. Contudo, se você chegar à conclusão de que há talento + paixão, porém você não pensa em remuneração, então será apenas um hobby.

Entenda que neste momento não há certo ou errado e sim o que lhe deixa mais confortável.

Portanto, para definir seu propósito siga os seguintes passos:

– É importante que eu defina meu propósito?

– O que eu ganho e perco definindo meu propósito?

– Eu preciso refletir sobre os cuidados que preciso ter durante o processo;

– O que eu faço que realmente me deixa feliz?

– Eu quero realizar este propósito puramente por prazer ou pretendo ganhar dinheiro com ele?

Agora que você já sabe como definir seu propósito eu vou lhe ensinar como estabelecer metas para que você alcance resultados incríveis na sua vida pessoal e profissional. Acesse https://goo.gl/wtTVjW e obtenha mais informações de como poderá conectar-se ao seu propósito de vida em busca de seu estabelecimento de metas.

Sucesso sempre!

Qual seu propósito?

Nos anos 80 o cantor e compositor Léo Jaime fez muito sucesso com uma música chamada Rock Estrela que dizia que ninguém tinha vindo ao mundo a passeio e ele estava completamente certo.

Acreditar que você veio pra este mundo somente para “passar uma chuva” como muitos dizem na minha região é pura bobagem.

Eu sou o Master Coach Amandio Junior e neste artigo vamos tratar de propósito definido.

– “Como vai você?”  – “Ah, vou levando do jeito como Deus quer”.

Você já deve ter dito ou ouvido algo parecido, não é mesmo?

Quando alguém pronuncia uma frase deste tipo é notório que está colocando toda a responsabilidade de sua vida em Deus, se ausentando completamente das consequências de seus atos.

Mas como assim Amandio, você não acredita que Deus é o grande maestro do universo e da nossa vida? É lógico que sim, sem Ele não somos nada, porém Deus nos deu livre arbítrio para podermos agir da maneira que quisermos e ai muitos têm a faca e o queijo na mão para descobrir coisas que podem fazer a diferença na sua vida.

Uma das causas do ser humano colocar a responsabilidade total de sua vida nas mãos de Deus chama-se falta de propósito definido, não saber qual é a razão principal da sua vida, sua missão, o porquê de estar nesta vida e a quem servir.

É comum ouvir pessoas dizendo em meus treinamentos quando levanto esta pergunta que o grande propósito delas é ser feliz, porém isso é muito amplo, pois ninguém veio a este mundo para ser infeliz.

Conhecer seu propósito requer passar por alguns pontos a serem muito bem analisados. Aqui vão alguns deles:

  1. Identificar o que lhe deixa feliz e contemplado;
  2. Perceber como você pode contribuir com o universo através de seu propósito;
  3. Organizar-se;
  4. Colocar em prática.

Parece simples, não é mesmo? Pode até ser, todavia você precisará de ferramentas e direcionamento para encontrar o seu propósito.

Além disso, definir seu propósito é um fator primordial para você poder estabelecer metas na sua vida, pois desta maneira você trabalhará fatores que têm a ver com suas crenças e valores.

Que tal continuar a saber mais ? Então acesse https://goo.gl/wtTVjW e obtenha mais informações de como poderá conectar-se ao seu propósito de vida em busca de seu estabelecimento de metas.

Sucesso sempre!

O que te faz alçar voos mais altos?

* Apresentação:

Olá, tudo bom? Hoje eu gostaria de iniciar este artigo lhe fazendo as seguintes perguntas: “O que te faz alçar voos mais altos?” “O que te faz sair de uma posição para buscar algo mais grandioso?”

Eu sou o Master Coach Amandio Junior e este é o meu artigo da semana.

* Problema:

Muitas pessoas com quem eu converso declaram que estão em uma “zona de conforto” já há algum tempo e não conseguem sair da mesma.

A primeira coisa que eu digo a elas é que de confortável esta zona não tem nada, pois se fosse algo bom elas não iriam querer sair dela.

A segunda coisa que eu pergunto a elas é o que elas gostariam que acontecesse ao invés do momento atual, porém pasmem, muitas não sabem responder esta pergunta de maneira mais precisa e pontual.

* Identificação com o problema:

Eu comparo esta situação com a daquele adolescente que está louco para chegar à maior idade e poder ser aparentemente dono do seu nariz e quando chega o momento ele não sabe o que fazer com sua autonomia de “adulto”.

* Causa

A grande questão é que quando você declara que quer sair da tal “zona parada” e não de “conforto” como dizem, você poderia primeiramente procurar saber aonde você gostaria de chegar.

No geral as pessoas querem buscar suas melhoras em todos os âmbitos, serem mais felizes, ter mais posses, não ter problemas, enfim, querem o paraíso. Todavia, saiba que ao começar a se movimentar em busca de algo melhor você cairá em outra zona, a desconhecida, pois lá tudo é novo.

Esta zona é a que você realmente aprende e então tem a opção de escolher se vale a pena ou não continuar lá ou voltar para a zona parada.

* Solução

Lembra das duas perguntas que lhe fiz no inicio deste artigo? Vamos relembrar: “O que te faz alçar voos mais altos?” “O que te faz sair de uma posição para buscar algo mais grandioso?”.

Você já conseguiu fazer estas perguntas a si mesmo(a) ou ainda não chegou a nenhuma conclusão? Bom, vou lhe ajudar levando-o(a) a refletir com mais algumas perguntas para quem sabe você comece a se movimentar:

  • Há algo na sua vida pessoal ou profissional que não está bom para você?
  • O que você gostaria que acontecesse que não está acontecendo?
  • O que mais especificamente você gostaria que acontecesse? Liste pelo menos 5 coisas;
  • Esta mudança do seu estado atual para o desejado é algo que realmente faz sentido para você? O que te faz pensar que sim?
  • Quais os recursos que você tem para mudar este quadro?
  • Quais recursos você não tem, mas precisar. Onde buscá-los?
  • Esta mudança só depende de você ou envolve mais alguém?
  • Se envolve mais alguém, você acredita que vale a pena colocá-lo(a) nesta caminhada?
  • Quais são as ações que você deve tomar para chegar ao local desejado?
  • Quando você deseja mudar este quadro? Estabeleça data e hora para iniciar e terminar sua jornada.

Se você exerce algum cargo de liderança, acredita que precisa melhorar e quer começar a mudar a maneira de lidar com a sua equipe, estas perguntas também lhe servirão muito bem.

 * Chamada para a ação:

Deseja aprender mais? Acessa meu site www.amandiojunior.com.br. Nele há um conteúdo muito vasto de informações para seu sucesso contínuo.

Sucesso sempre!

A vida é diferente com o planejamento

Planejar ou não planejar, eis a questão. Adaptando a famosa frase de Wiliam Shakespeare, eu lhe faço a seguinte pergunta: “Como você lida com o planejamento na sua vida?” Eu sou o Master Coach Amandio Junior e este é o artigo da semana.

Quando você começa a colocar em prática o que pretende alcançar como objetivo e no meio do caminho você desiste, 3 coisas podem acontecer:

  1. Fatores externos que atrapalharam o andamento do planejamento;
  2. Você não pensou em alternativas, caso houvesse problemas;
  3. Definitivamente não houve planejamento, tudo foi feito no impulso.

Negligenciar o planejamento é abandonar um passo a passo correto que pode te levar a resultados muito mais eficazes em detrimento do improviso e trabalhar assim é muito perigoso, é brincar com sua vida e seus resultados.

Infelizmente vivemos em um país em que não nos ensinam a planejar desde cedo nas escolas, com isso crescemos tentando realizar nossos sonhos baseados em nada. Isto acontece quando queremos comprar algo (não há programação), entrar em uma faculdade (não sabemos qual curso ingressar), abrir uma empresa (olhamos simplesmente para a necessidade de ganhar dinheiro) e assim por diante.

Eu posso lhe garantir que quando você faz um planejamento baseado primeiramente no que você deseja especificamente, coloca um plano de ação bem detalhado e determina a data final de sua meta, as chances de você ser bem sucedido aumentam muito.

Eu quero te dar um presente, uma ferramenta super especial que utilizo em minhas sessões de Coaching. Nela você vai poder medir o quanto perde e ganha se planejando. Clique AQUI e faça o download, é totalmente grátis.

 

Sucesso sempre!

Como rever seus conceitos

Quantas vezes na sua vida você realizou algo, porém não deu certo e você teve que retroceder? E das vezes que você retrocedeu você teve o cuidado de fazer um balanço do que foi positivo e do que seria necessário melhorar para poder alcançar êxito da próxima vez? Eu sou o Master Coach Amandio Junior e este é o artigo da semana.

Cometer erros todos nós cometemos, porém não parar para analisar o que foi feito de errado e filtrar as lições provavelmente você persistirá no erro e é isso que as pessoas no geral não fazem, ou seja, expurgar o que não serve e ficar com as partes boas.

Foco no problema! O que te faz desistir de algo que você deseja e acredita e não tentar de novo resume-se no fato de que você foca somente onde deu errado e não na solução de fazer diferente.

A principal razão disso é que você pode estar ligado no que você não quer ao invés de focar no que você quer. Você sabe quantas vezes Tomas Edison testou a lâmpada antes de se tornar o invento oficial? 9.999 vezes! E toda vez que algo dava errado ele focava em alguma ideia nova para que desse certo. Então como você quer obter sucesso na sua primeira tentativa? Vamos cair na real?

Quem me acompanha sabe que eu trabalho com educação há mais de 30 anos e um dos hábitos que eu criei foi de rever meus conceitos perante minha missão, profissão e mais pontualmente as aulas, workshops, palestras e treinamentos que eu ministro. Esta autorreflexão faz com que eu perceba a distância do que eu queria para o que aconteceu e então minimize os erros potencializando assim os acertos.

Para lhe ajudar, vou ilustrar um fato verídico que aconteceu com um cliente meu de Coaching. Os passos a seguir são os mesmos, você só vai ter que substituir o assunto dele e colocar o seu. Vamos lá?

Bernardo (nome fictício) precisava juntar dinheiro para comprar um carro, porém sempre desistia da ideia por acreditar que não ganhava o suficiente para alcançar o seu objetivo. Ele já tinha começado e terminado uma poupança três vezes e nas mesmas condições, não lhe sobrava nada.

Quando ele começou a fazer sessões comigo, ele começou a pontuar algumas coisas que ele não tinha prestado atenção ainda. Os pontos eram:

1) Ter um carro era uma necessidade ou um capricho? Ele pontuou como uma necessidade, pois sua família estava crescendo (ele já tinha 1 filho e sua esposa estava grávida de 2 meses);

2) Qual automóvel ele gostaria de ter? Antes das sessões ele acreditava que o fato de ter um carro já era bom demais, porém como ele não sabia marca, ano, modelo, etc. a sua mente não conseguia idealizar o seu carro, consequentemente era uma eterna bagunça na sua cabeça. Durante as sessões ele descreveu exatamente o carro que gostaria ter;

3) O preço do carro desejado cabia no bolso? Ele fez todo levantamento de seus gastos mensais e comprovou que precisava diminuir mais seus custos e aumentar mais a sua renda em pelo menos 20% do que ganhava;

4) O que era mais viável no momento? Diminuir gastos ou aumentar a renda? Ele refletiu e chegou à conclusão que naquele momento tinha alguns gastos desnecessários e que davam para enxugá-los;

5) Diminuindo os custos, quanto ele conseguia guardar por mês? Ao refazer os cálculos ele chegou à conclusão de que até 15% de seu salário poderia ser direcionado para a compra do veículo;

6) Economizando este percentual, em quanto tempo você terá o carro? Dentro de seu planejamento em exatamente 8 meses o carro seria dele.

O que Bernardo fez de diferente das outras vezes? Basicamente 3 coisas: Primeira: Ele definiu o que queria e focou na solução e não no problema; Segundo: Ele criou um plano de ação baseado no que ele podia fazer e não o contrário; Terceiro: Ele estabeleceu uma meta consistente e possível, desta maneira ele minimizou o risco de se decepcionar.

O mais prazeroso de meu trabalho é saber que as pessoas depois que sabem o que querem e descobrem como irão conseguir geralmente obtém êxito e entram em contato comigo para me agradecer. Com o Bernardo não foi diferente ao me telefonar para dizer que tinha comprado o carro um mês antes da meta estipulada.

Portanto, meus amigos, toda vez que você se propuser a ter um objetivo na vida não faça sem ter um bom planejamento, pois mesmo se não sair 100% do jeito como você quer será mais fácil de pontuar o que pode ser feito de diferente.

Eu quero lhe dar um presente. Eu escrevi um e-book chamado “8 armadilhas que podem prejudicar o estabelecimento de metas”. Basta você clicar neste link aqui http://bit.ly/ebookmetasprejudicadas e baixá-lo de graça. Eu tenho certeza de que você irá gostar muito.

Sucesso sempre!

Coaching, o exercício da auto liderança e da liderança.

Você já prestou atenção àquelas pessoas que parecem que já saíram do útero de suas mães liderando pessoas? O que as fazem tão eficazes em liderar equipes? Vou lhe mostrar neste artigo como grandes lideres alcançaram e alcançam o auge de suas performances.

Você que está lendo este artigo possui uma empresa ou provavelmente tem vontade de abrir uma. De pelo menos dois anos para cá o número de desempregados no Brasil aumentou assustadoramente, fazendo com que as pessoas busquem alternativas para sobreviver e uma delas é a abertura de um novo negócio.

Eu já falei e não canso de repetir que um dos fatores primordiais para que a empresa tenha vida longa é um bom planejamento, saber o que você tem hoje e aonde deseja chegar. Todavia, na prática não é isso o que acontece. As pessoas negligenciam o planejamento e travam no meio do caminho.

Outro fator negligenciado pelo gestor é a importância de entender de pessoas, de saber liderá-las. Eu ouço muito donos de empresas declarando que pessoas são complicadas, difíceis, indisciplinadas, etc. Por esta razão, eu lhe faço duas perguntas: Você pensa isso de pessoas? Se sim, o que você tem feito para se superar? Já que empresas são feitas de pessoas internamente (funcionários) e externamente (clientes), além das pessoas indiretamente ligadas (concorrente, fornecedor, etc.).

Infelizmente ao se abrir uma empresa as pessoas pensam primeiramente algo que é a consequência: dinheiro. Eu costumo dizer que o processo de abertura de uma empresa, seu desenvolvimento e seus resultados são uma escala de 0 a 10 e seguramente a parte financeira é a número 10.

Em relação às pessoas, um erro comum dos gestores é pensar de fora pra dentro. Por exemplo, eles querem que as pessoas cheguem prontas, preparadas e completas. Pura ilusão! Agora, poucas exercem a autorreflexão, para poder ter a noção de quão bom será o estilo de liderança que irá exercer junto à sua equipe.

banner-do-site amandio junior ebook construindo resultados

Quer saber se você realmente está preparado para liderar pessoas? Faça sessões de Coaching. É um processo que através de perguntas e ferramentas vai lhe abrir a mente e consequentemente caminhos em busca de soluções futuras para o que você deseja alcançar. O melhor é que tudo acontece de dentro para fora, ou seja, você começa primeiramente a se perceber para calibrar internamente o que é necessário para somente depois criar planos de ação para a melhoria contínua do externo, Alguns benefícios que você poderá desfrutar:

* Comunicação;

* Relacionamentos;

* Descobrimento e aprimoramento de habilidades e capacidades;

* Automotivação, autoconhecimento e autodesenvolvimento;

* Autocontrole;

* E muito Mais!

O mais importante é que você perceba que não alcançará a eficácia da liderança se não trabalhar a auto liderança primeiro, é essencial para quem deseja ser um grande líder.

Deseja aprender mais? Para você que reside em Belém e região, eu gostaria de lhe fazer um convite. De 28 a 31/08/2017 eu ministrarei o treinamento Formação Leader Coaching. Um evento que vai lhe ensinar como exercer a liderança através do autoconhecimento e com a postura Coaching. Alguns dos assuntos tratados são:

– Melhor entendimento do que é Coaching;

– Os benefícios da postura Coaching na relação com o liderado;

– Entenda e pratique o modelo ACTION para liderar;

– Estilos comportamentais e suas influências na equipe (autoconhecimento);

– Feedback;

– Elaboração de metas;

– E muito mais!

Venha participar deste treinamento comigo, eu sou o Master Coach Amandio Junior e quero te ajudar a potencializar o seu estilo de liderança. Acesse este link e faça sua inscrição: https://www.eventbrite.com.br/e/formacao-lider-coach-tickets-36416645166. Estou lhe aguardando.

Sucesso sempre!